O que é, como funciona e porque implantar energia solar fotovoltaica

O que é energia fotovoltaica energia solar, araraquara

Ainda em ascensão no Brasil, essa energia alternativa e altamente eficiente causa algumas dúvidas aos consumidores; entenda o que é e como funciona

O mundo nunca se preocupou tanto com o modo como utilizamos energia. As décadas de consumo de “energia suja” estão mostrando suas consequências catastróficas para o planeta e o futuro da humanidade. Por isso, novos meios energéticos limpos e mais eficientes vem, finalmente, tomando espaço entre as grandes massas.

Com a aceitação do público e o incentivo moral e financeiro de governos, muitas empresas passaram a oferecer diferentes tipos de energia alternativa. Dentre elas, mesmo que utilizada já há alguns anos, está a energia solar fotovoltaica. E para entender mais sobre como esse tipo de energia funciona, preparamos esse artigo para você. Confira:

Como funciona a energia solar fotovoltaica?

Primeiramente, vamos explicar seu nome: a energia solar fotovoltaica leva esse nome por causa de suas células fotovoltaicas que compõem os painéis solares. Essas células são sensíveis à radiação solar que, quando em contato com a superfície dos painéis, faz com que os elétrons das células se movimentem e transformem a energia luminosa em energia elétrica.

Esse tipo de captação de energia solar foi descoberto no século 19, em ambientes controlados e sem eficiência energética prática. Desde então, a energia fotovoltaica vem sendo aperfeiçoada e aplicada em diversos lugares.

Sistema de geração, consumo e créditos

Vamos exemplificar o funcionamento de uma rede de energia solar fotovoltaica em uma residência. O primeiro passo para a captação de energia solar se dará nos painéis alocados no telhado da casa. Então, após o processo fotovoltaico acontecer, essa energia solar é enviada para um inversor, que é o equipamento que transformará a energia captada em energia elétrica utilizável para a sua casa. E é então que entra o sistema de geração, consumo e crédito.

Durante o dia, você gerará uma determinada quantidade de energia fotovoltaica. Geralmente, muito mais do que irá consumir. Essa energia gerada em excesso será enviada para a rede de eletricidade pública e, então, você receberá créditos pela energia extra, que serão abatidos da sua conta de energia mensal.

Dias moderadamente iluminados produzem energia fotovoltaica o suficiente para que você possa utilizar energia elétrica à noite – ou em momentos que a geração de energia não exceda o consumo, como em dias muito nublados e chuvosos – e não precise pagar nada pelo uso de energia da rede pública.

Basicamente, você gera mais energia do que consome, compartilha o excedente com a rede de distribuição e obtém o valor abatido da sua conta.

Onde é possível instalar energia solar fotovoltaica?

A instalação desse tipo de energia envolve muitos detalhes, mas podemos assegurar que a maioria dos imóveis residenciais e empresariais estão aptos para receber um sistema de energia fotovoltaica.

No entanto, caso o projeto do imóvel em questão ainda esteja em desenvolvimento, é altamente aconselhável que os arquitetos e engenheiros responsáveis estejam cientes da intenção de se instalar um sistema fotovoltaico. Dessa forma, os locais de instalação dos painéis solares podem ser previamente estudados, visando maximizar a eficiência de energia gerada por eles.

Qual é a economia gerada pela energia solar fotovoltaica?

Como explicamos acima, na maior parte do tempo (se as condições meteorológicas estiverem dentro da média), o seu imóvel gerará muito mais energia do que consume. Mas isso não significa que você poderá dispensar totalmente o uso de energia elétrica da rede pública. Em alguns dias do ano será inevitável utilizá-la como recurso.

No entanto, a instalação de um sistema de energia fotovoltaica prevê uma redução de até 95% – dependendo de cada empresa de instalação com os gastos de energia elétrica. Tendo em mente que um sistema desse tipo tem vida útil de aproximadamente 25 anos e um payback médio de 5 anos, essa tecnologia se mostra altamente econômica a longo prazo.

Um sistema fotovoltaico também garante que você utilize uma energia limpa e não poluente, ao passo que a demanda por energia elétrica convencional das redes públicas diminuirá e, consequentemente, poluirá menos. Para se ter uma ideia, 60 mil apartamentos utilizando energia solar fotovoltaica deixam de emitir ao menos 40 mil quilos de CO².

Além de economizar todo mês, você ainda faz sua parte e contribui para frear o aquecimento global.

Imóvel valorizado

Em países onde o uso da energia fotovoltaica já é mais popular, os benefícios também podem ser medidos no valor dos imóveis, como é o caso da Califórnia, um dos mais ensolarados estados dos EUA, que registrou um aumento médio de 10% no preço de imóveis que contam com sistemas fotovoltaicos.

Ainda não há dados sobre essa valorização no Brasil. Mas conforme essa tecnologia avança, é certo deduzir que quem possui esse sistema terá um patrimônio consideravelmente mais valioso.

Um investimento certo

A adesão de energias alternativas e sustentáveis vem crescendo cada vez mais. Nos últimos 10 anos, foi possível reduzir em mais de 70% o valor de kits para a instalação de energia solar, e a expectativa é que sua oferta e procura continuem a aumentar.

Fazer parte dessa realidade pode ser muito mais vantajoso do que você imagina. Caso tenha interesse em saber mais sobre o assunto ou elaborar um projeto, entre em contato conosco pelo telefone (16) 98211-1899 ou clique aqui para nos enviar um e-mail.


Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×